Autarquia Digital

Inovação na Administração Pública Autárquica


Deixe o seu comentário

Conferência Administração Local e Empreendedorismo


portal autárquicoDireção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) vai realizar no próximo dia 26 de maio pelas 17.00h, a Conferência Administração Local e Empreendedorismo no Auditório da DGAL – Rua Tenente Espanca, 22 em Lisboa.

Com um painel de oradores diversificado e de elevada qualidade, esta Conferência visa dar um contributo público às políticas e dinâmicas autárquicas no domínio do Empreendedorismo, justamente num momento em que o desenvolvimento dos territórios locais ganha uma nova expressão no que se refere ao melhor aproveitamento das oportunidades e capacitações disponíveis.

Esta conferência insere-se no Ciclo de Conferências «Administração Local 2015», o qual visa proporcionar reflexão e debate sobre grandes temas que modelam o presente e futuro da Administração Local e dos territórios.

Mais informação no site da DGAL / Portal Autárquico. Inscrições: comunicacao@dgal.pt


O ROI da Formação


winning

É mais fácil captar / justificar investimentos para acções de formação, quando se sabe quanto estas contribuem para a geração de riqueza ou que valor geram para a organização.

Assista ao evento sobre o ROI da Formação em Lisboa (Hotel Tivoli Oriente, no Parque das Nações), no próximo dia 5 de Maio.

Gratuito, mas sujeito a inscrição.


Conferência “Os desafios à gestão autárquica”


otoc

A Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e a Universidade do Minho levam a efeito no dia 25 de março, no Centro de Congressos de Lisboa, uma conferência sobre autarquias locais, a que se deu o nome: «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira».

Consulte a agenda e faça a sua inscrição no site da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.

Programa
9h30 Sessão de abertura
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
João Carvalho| Presidente do IPCA
António Cândido de Oliveira | Diretor do NEDAL/UMinho
10h00 Conferência inaugural
Accountability e a transparência das contas públicas: novos desafios
Guilherme d’ Oliveira Martins | Presidente do Tribunal de Contas 
10h45 Pausa para café
11h00 Painel I – Modelos de governação autárquica
Moderador | Paulo Baldaia, diretor da TSF
Basílio Horta | Presidente da Câmara Municipal de Sintra
Carlos Carreiras | Presidente da Câmara Municipal de Cascais
Manuel Machado | Presidente da Associação Nacional de Municípios
12h30 Almoço
14h00 Painel II – Impacto da reforma de modernização administrativa das freguesias
Moderador | António Cândido de Oliveira, professor catedrático da Escola Direito da Universidade do Minho e diretor do NEDAL
Pedro Cegonho | Presidente da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE)
João Seixas | Investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
José Eduardo de Matos | Secretário executivo do CIM da região de Aveiro
16h00 Pausa para café
16h15 Painel III – A sustentabilidade financeira das autarquias locais
Moderador | Vítor Rodrigues de Oliveira, editor de economia da TSF

Os novos mecanismos de alerta precoce e de recuperação financeira municipal
Alexandre Amado | dirigente da Inspeção-Geral de Finanças na área do Controlo da Administração Local Autárquica

Desafios da sustentabilidade financeira das finanças locais
Joaquim Freitas Rocha, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho e investigador da NEDAL

Impacto do novo sistema de contabilidade pública na gestão autárquica (SNC-AP)
João Carvalho, membro do comité de contabilidade pública da CNC e coordenador do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses

17h30 Sessão de encerramento
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
António Leitão Amaro | secretário de Estado da Administração Local 
Programa em pdf

Evento Local e data Créditos Valor Inscrições
 Conferência «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira» Centro de Congresso de Lisboa, sala VIII,
25 março 2015
(Google Maps)
12 35
euros
Membros

Público em geral


Milhões de litros de água deitados fora num dia


logo_ersar_pt

Num artigo do Público publicado hoje – 426 milhões de litros de água deitados fora num dia – dá conta mais de 400 milhões de litros de água para consumo humano que são desperdiçados todos os dias em roturas e fugas nas redes municipais em Portugal.

O artigo reporta-se a um relatório da Entidade Reguladora para os Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR – sobre os serviços de abastecimento de água, tratamento de esgotos e recolha de lixo nos municípios Portugueses.

O estudo mostra a grande disparidade do desperdício de água nos diferentes municípios portugueses, com perdas que vão desde os 7% até valores acima dos 60%.

Estes números estão disponibilizados numa aplicação para smartphones lançada pela ERSAR em Setembro passado, que permite a qualquer cidadão ter acesso a uma série de informações sobre os serviços de abastecimento de água, tratamento de esgotos e recolha de lixo no seu concelho. Faça download da aplicação da ERSAR nos links abaixo.

google play icon apple store icon

 


Convite para evento sobre Melhores Práticas de Gestão de Projeto na Administração Pública


winning

A Winning e a Microsoft têm o prazer de o convidar para o evento Melhores Práticas na Gestão de Projetos na Administração Pública que irá decorrer no próximo dia 3 de Março em Lisboa no auditório da Microsoft Portugal a partir das 9h00.

A administração pública desenvolve inúmeros projetos de transformação e inovação, financiados de diferentes formas. A melhoria das práticas de gestão de projetos vai estimular uma maior eficácia na realização destes projetos e – sobretudo – apresentar valor e benefícios às estruturas financiadoras e dirigentes melhorando a credibilidade dos seus promotores e a qualidade do serviço público prestado aos cidadãos.

É este o mote da realização deste evento, que conta com a participação da ESPAP que vai partilhar a sua visão para uma plataforma partilhada de metodologias e ferramentas. A Winning apresentará as boas práticas de gestão de projeto no contexto da administração pública (central e local) e partilhará uma framework de medição de valor e benefícios dos projetos.

Este evento atribui 2 PDU’s para a Certificação PMP.

Participe. É nosso convidado! Inscreva-se aqui.

gestão de projeto


1 Comentário

Estudo sobre Gestão de Conhecimento em Portugal


knowman-verdeA Knowman volta a realiza o estudo sobre gestão de conhecimento, que abrange tanto entidades privadas, como públicas. Esta mensagem pretende desafiar a administração local a mobilizar-se para responder ao inquérito deste anos (2015) sabendo que demora menos de 10 minutos, oferece prémios e – mais importante – permite aferir quais as reais práticas de gestão de conhecimento que as nossas autarquias têm.

O resultado dos anos anteriores podem ser consultados na página “outras edições“, para vossa análise e referência.

2010, 2011, 2013. É agora a vez de 2015.

O presente questionário enquadra-se na 4ª edição de um estudo, desenvolvido pela Knowman, com o propósito de analisar a implantação da Gestão de Conhecimento nas organizações em Portugal.

O questionário poderá ser preenchido até ao dia 15 fevereiro 2015.

Os dados recolhidos serão agregados e anonimizados para análise e os seus resultados serão disponibilizados para consulta.

O tempo médio de resposta ao questionário é 10 minutos.

Para agradecer o seu tempo…

  • enviamos-lhe um resumo das suas respostas para que possa iniciar / continuar um diálogo sobre Gestão de Conhecimento na sua organização
  • vamos sortear 1 workshop “KM Starter” ou “KM Booster” pela Knowman
  • vamos sortear 2 bilhetes para assistir ao Social Now Europe 2015 (Amesterdão, 20 e 21 Abril)
  • vamos oferecer um exemplar das Cartas COTEC de Gestão de Conhecimento à quinta de cada cinco respostas válidas recebidas.

Os dados das anteriores edições deste Estudo encontram-se disponíveis para consulta em http://gc.knowman.pt/.

Em nome da Knowman, agradeço desde já o seu tempo.

Ana Neves


Veículos elétricos para a administração local?


canter eletrica

Agora que o Ministro Moreira da Silva anuncia a aquisição de 1.250 veículos elétricos para a administração pública até 2020, pergunto: a administração local também se está mobilizar para adoção destes veículos? Sejam: carros, autocarros, veículos de carga ou transporte, motas ou bicicletas…

Além das Câmaras de Lisboa, Porto e Abrantes dos testes em situação real com oito veículos comerciais Mitsubishi Canter eléctricos fabricadas no Tramagal, há mais alguma experiência ou estratégia de mobilidade eléctrica conhecida nas nossas autarquias?

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 3.738 outros seguidores