Autarquia Digital

Inovação na Administração Pública Autárquica


Lisbon Big Apps: 15 finalistas


Lisbon Big AppsEsta é a lista das apps finalistas do concurso de aplicações Lisbon Big Apps, promovido pela CM de Lisboa.

Mais informação em Lisbonbigapps.com.

 

1 City Stories A single place can have as many stories as you want! Share them and show the city through your eyes! 
2 IMIN An app where people and institutions can locate, share and help to solve the city’s problems together, discovering and improving city life 
3 iRide iRide is the first Portuguese car-sharing service through a mobile app, for university students and companies. 
4 Lisbon Roulette You have a tight budget and want to go out for dinner? Spin the Lisbon Roullette! Simply insert your budget and away you go. 
5 Lisbon Smart Parking We connect Lisbon’s parking lots to the Cloud enabling the matching of free spaces with cars and other smart-apps. 
6 LisTrack An application that shows the best way to go to a place considering all available transports, time of day, price and parking (car travel). 
7 Livin’Lx Do you want to live in one of the greatest cities in the world? It’s time we help you decide where to build a home. 
8 My Hoster myHoster’ enables anyone, being a local or visitor to find a local host that will guide you to a particular location/site of the city. 
9 Parallel Planet Parallel: a new way of storytelling. It allows users to dive inside stories, with location-based, augmented reality, clues and interactivity. 
10 Parcitypate It’s a fun way to empower citizens of both large and small communities to take action toward city needs. 
11 Paymel Paymel – Allows drivers to pay for parking with their phone. We make parking payments easier for drivers. 
12 PostaLx Send everyone your special postcard of Lisbon -share where you have walked in the city, texts and ideas and photos a everlasting memory! 
13 Taximotions Virtual dispatch central making more convenient to manage, to promote, to book and to pay electronically any kind of taxi service. 
14 Xtourmaker Xtourmaker allows companies to create their own interactive tours/activities/games in indoor/outdoor environments using a global platform. 
15 YouClient YouClient is the free service that allows people to find and share great local businesses and places (what we call Spots) in Lisbon. 


O Presidente de Câmara do Futuro (muito próximo)


Apresentam-se a seguir alguns episódios do dia-a-dia de um Presidente de Câmara, que relatam a forma como a tecnologia pode ajudar a gerir vários temas de uma Autarquia Local, contribuindo para o aumento da eficiência organizacional e para garantir tomadas de decisão melhor fundamentadas.

10:00h (via Skype fazendo atendimento a empresas)

Munícipe A: Bom dia Sr. Presidente. Desculpe estar a incomodá-lo, mas gostaria de lhe questionar se há interesse para o seu concelho, na instalação de um empreendimento turístico, para desenvolver a prática do Golfe?
Presidente: Bom dia, não incomoda absolutamente nada. É claro que temos muito interesse nesse tipo de investimento. Vou encaminhar o nosso chat para a minha chefe de gabinete, para que possamos agendar uma Videoconferência, onde estarão os Sr.s Vereadores do Turismo e do Desporto.
……

continuar a ler

(artigo publicado no site www.i-gov.org)


Município de Pombal promove evento dedicado à Gestão Documental


O Município de Pombal, em parceria com a Normática, vai organizar no próximo dia 6 de Junho o evento «Autarquias 3.0 – O Poder da Integração das Aplicações na Administração Local».

No decorrer do evento, que terá lugar no Teatro-Cine de Pombal a partir das 9:00 horas, serão apresentados alguns dos projetos implementados pela autarquia na área da gestão documental.

No centro desta iniciativa, que vai contar com a presença de Feliciano Barreiras Duarte, Secretário de Estado Adjunto do Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, estará uma demonstração do projeto de gestão documental Webdoc 2.0, implementado pela Município de Pombal.

Além deste projeto, o nosso Município irá apresentar duas outras aplicações de desmaterialização de processos na área do Urbanismo e reuniões de Câmara.

Programa

  • 9:00 – Receção
  • 9:30 – Boas Vindas: Engº Narciso Mota (Presidente da Câmara) | Dr. Martinho Almeida (Presidente do Conselho de Administração da Normática)
  • 9:50 – Modernização da Administração Local: Dr. Feliciano Barreiras Duarte (Secretário de Estado Adjunto do Ministro-Adjunto dos Assuntos Parlamentares)
  • 10:20 – Apresentação Normática e Visão para as Autarquias Locais: Pedro Soeiro (Centro de Competências OutSystems da Normática)
  • 10:40 – Coffee Break
  • 11:00 – Live Demo – Aplicações no Município de Pombal – WebDoc 2.0, WebMeeting, WebSigu: Nuno Salvador (Município de Pombal) | Vera Pereira e Bruno Rodrigues (Normática)
  • 12:00 – Debate
  • 12:45 – Encerramento

Assista ao Webcast em http://www.ustream.tv/channel/autarquias-3-0

 


Parlamento Açoriano usa Windows Azure como fator de democracia eletrónica


image

“A solução Microsoft é uma solução na nuvem em que podemos investir inicialmente apenas na parte dos serviços e desenvolvimento, libertando-nos da manutenção da infraestrutura e dos equipamentos.”

Sandra Costa, Secretária Geral da Assembleia Legislativa Regional dos Açores

A Assembleia Legislativa Regional dos Açores é o órgão legislativo e de fiscalização parlamentar da Região Autónoma dos Açores, tendo sido instituído em 1976, na sequência da regulamentação da autonomia do arquipélago.

Uma vez que as reuniões plenárias da Assembleia são públicas, este órgão de soberania pretendia transmitir em tempo-real os trabalhos do Parlamento Regional em vídeo, bem como armazenar os conteúdos de forma a que fosse fácil a sua posterior pesquisa online, quer pelos Grupos Parlamentares representados na Assembleia, quer pelo público em geral, a partir de um portal na Internet.

image

A solução implementada foi construída com base em tecnologias Microsoft, designadamente Microsoft Windows Azure.

In caso de estudo Parlamento Açoriano usa Windows Azure como fator de democracia eletrónica


1 Comentário

Avaliação de Desempenho de profissionais de TICs na AP


Estamos numa altura em que todos os trabalhadores da AP (Administração Pública) têm preocupações na definição de objetivos para a avaliação de desempenho para o ano de 2012.

Todos os avaliadores são chamados a definir os melhores objetivos para avaliar de forma mais justa os seus avaliados. Não pretende este artigo apontar as virtudes nem os defeitos do SIADAP (Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho na Administração Pública), previsto na Lei n.º 66-B/2007 de 28 de Dezembro, mas sim aflorar a importância na criação de SLAs (Service Level Agreement) para medir o desempenho dos avaliados em geral e dos serviços de Tecnologias de Informação em particular.

Se em algumas áreas a definição de objetivos pode ser um exercício complexo, na área das Tecnologias de Informação tal tarefa estará mais facilitada, bastando para isso recorrer à implementação de sistemas de gestão de atividades realizadas.

Entrando num exemplo concreto, a avaliação do serviço de Helpdesk (apoio aos utilizadores), é precisamente um dos que mais facilmente se podem definir SLAs e a sua medição. Para tal, é necessário o recurso a sistemas de gestão de Tickets, que facilmente registam a criação dos pedidos, assim como o seu fecho.

Existem várias soluções de gestão de Tickets que os departamentos de TICs podem recorrer para poder medir os indicadores de desempenho relacionados com esta função. Alguns incluem ainda a possibilidade de gerir o serviço de acordo com a norma ITIL (Information Technology Infrastructure Library), se bem que para o assunto em questão, o recurso ao ITIL não seja na minha ótica imprescindível. Apresentam-se a seguir apenas três exemplos deste tipo de software:

Numa equipa de TIC em que há vários tipos de atividades, é importante classificar essas atividades e definir objetivos de acordo com essa classificação. Seguem-se um exemplo de um objetivo que pode ser aplicado a avaliados que pertencem a este tipo de profissionais.

Objectivo
Melhorar o tempo médio de resolução de pedidos de Helpdesk dos seguintes tipos: Software, Hardware, Printing, Videovigilância e Rede, classificados com prioridade média ou urgente.
As datas de início e final dos pedidos deverão ser as da data de recepção dos pedidos na Divisão, nomedamente quando registados no sistema de gestão de tickets, independentemente da forma de chegada. A data de resolução deve corresponder à data em que o pedido foi efectivamente resolvido (ticket
close).
O avaliado pode requerer a supressão de contabilização de alguns tickets que não possam ser efectuados por razões que não lhe possam ser imputáveis, como por exemplo falta de material.

Indicador de medida
Tempo médio de resolução de pedidos

Critérios de Superação
Supera se o tempo médio for inferior a 6 dias
Cumpre se o tempo médio se situar entre 6 e 11 dias
Não cumpre se o tempo médio for superior ou igual a 12 dias

É muito importante que os avaliados possam ter informação sobre o seu desempenho, pois só assim poderão percepcionar o grau de cumprimento do objetivo a si definido. Muitas vezes (um dos problemas que se apontam ao SIADAP), a monitorização ao longo do ano não é efetuada e os avaliados só têm noção dos indicadores quando já não têm possibilidade de os inverter (para os casos em que não são cumpridos).
É portanto importante que as ferramentas escolhidas para gerir as atividades das equipas, possam dar essa informação em tempo real, como se apresenta no exemplo seguinte:
Exemplo medidação SLAs

No exemplo anterior, estão calculados os TMR (Tempo Médio de Resolução) dos tickets por tipo. Estes gráficos devem estar visíveis, por exemplo, num dashboard da aplicação de gestão de tickets.

Desta forma é possível com muita facilidade avaliar o desempenho do avaliado, validando se os SLAs individuais para si definidos foram ou não cumpridos, sem margem para quaisquer subjectividades.

Espero ter contribuído para ajudar a simplificar esta tarefa, nomeadamente aos avaliadores desta área. Se se achar pertinente, posso contribuir com mais alguns exemplos de objetivos SMART para a área das TIC.


Cloud Computing na Administração Pública


iGOV.DOC - Cloud Computing na AP

O conceito de Cloud Computing («computação em nuvem») não é novo, mas nos últimos anos tem vindo a ter um maior destaque. A newsletter iGOV.DOC procurou medir o pulso à Administração Pública, quanto à adopção destas soluções, partilhando a análise de especialistas nacionais e internacionais, apresentando alguns casos práticos e antevendo tendências na adopção de Cloud Computing no Sector Público.

Download: iGOV.DOC 16 – Cloud Computing na AP.

Continuar a ler


Dados de Lisboa abertos – Desafio à comunidade


image

A CM de Lisboa, em colaboração com a AMA apresentou no dia 19 de Dezembro, o projeto de Open Data Lx.

De acordo com o site de apresentação do projeto:

O “Open Data Lx” é um projecto da Câmara Municipal de Lisboa, desenvolvido em parceria com a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), que disponibilizará, a todos os cidadãos, colecções de dados sobre a cidade de Lisboa, nas mais diversas áreas, de modo a poderem ser utilizados no âmbito de trabalhos de investigação ou no desenvolvimento de aplicações informáticas que possam ser úteis à cidade.

In Open Data, http://www.lisboaparticipa.pt

Este projeto expõe diversos catálogos de dados, a pretende potenciar novas aplicações e novas formas de “ver” os dados públicos e com isso valoriza-los, melhorar a administração autárquica, gerar riqueza e criar oportunidades.

É um desafio aberto à comunidade de parceiros e programadores.

image

A primeira aplicação divulgada é esta, pela Mr. Net

Lisboa 360 – Aplicação com informações diversas sobre a cidade de Lisboa.

Noticias relacionadas: Dados abertos – Um desafio à comunidade


Cloud Computing for Government #7


image

IMPLEMENT “CLOUD FIRST”

Forge ahead on Federal IT Reform—from initiating “cloud first” programs to eliminating surplus servers that tax your agency’s budget and time.

e-book: Cloud first: Federal IT reform download now view online

Video: Microsoft virtualization—learning snack

Cloud First policy

Productivity and communication workloads in the cloud

Office productivity and communication services from Microsoft

Data consolidation technology from Microsoft


Cloud Computing for Government #1


image

Complementando alguns anúncios recentes sobre ofertas Cloud (ex. PT e Microsoft lançam oferta para aumentar a produtividade) publico aqui uma série de guias úteis para ilustrar vantagens desta inovação tecnológica que veio para ficar. São documentos em Inglês publicados pela Microsoft e outros fornecedores, e que valem a pena uma leitura.

FIND BENEFITS AND SAVINGS IN THE CLOUD

Whether you need to streamline IT, reduce hardware and operations costs, scale for varying needs, or simply provide productivity applications to your staff, you’ll probably find help in the cloud.

e-book: Entering the cloud: download now view online

Benefits  in the cloud download now view online

Video: Cloud computing for government: The power of choice

Cost savings and efficiencies in the cloud

Real-world examples

Fonte: Cloud Computing for Government


1 Comentário

Entidades públicas: Go Cloud!


image

A ENISA publicou um relatório no dia 17/Jan/2011 que, resumido, recomenda às entidades públicas uma estratégia para a evolução das suas aplicações e dados – Go Cloud!

Apresenta um guia interessante para apoiar os gestores públicos de topo a tomarem as suas decisões, incluíndo uma lista dos riscos mais comuns e como os precaver.

Governmental Cloud in the EU – New Agency Report

The EU’s ‘cyber security’ Agency ENISA has launched a new report on Govermental Cloud Computing. The report is targeted at senior managers of public bodies who have to make a security and resilience decision about how to ‘go cloud’, if at all. The main goal of the report is to support governmental bodies in taking informed risk based decisions regarding security of data, resilience of service and legal compliance on their way to the cloud. It highlights also security and resilience pros and cons of community, private and public cloud computing services for public bodies.

Ver relatório completo aqui.

Fonte: Security & Resilience in Governmental Clouds_ENISA.pdf — PDF document, 2076Kb

E nós por cá?

Já há entidades públicas a caminharem inequivocamente para as “núvens”?

Exemplos?


1 Comentário

Eleições presidenciais nas freguesias


No próximo dia 23 de Janeiro teremos eleições presidenciais.

As Câmaras Municipais e as Freguesias desempenham papéis relevantes na organização do processo eleitoral com as secções e mesas de votos, listas dos membros das mesas, bem como a relação dos cadernos eleitorais com as mesas de voto.

imagePara apoiar este processo, a Fresoft desenvolveu uma aplicação em Azure, sem necessidade de qualquer infra-estrutura local (hardware ou software), de baixo custo e que permite às Freguesias toda a gestão do processo eleitoral.

Algumas das funcionalidades da aplicação:

  • Definição das Secções e Mesas de Voto
  • Relação de Cadernos Eleitorais por Mesa de Voto
  • Definição dos Membros de cada mesa de voto (Presidente, suplente, secretário, etc.)
  • Apuramento de votos
  • Totais de votos apurados
  • Comparativos de Eleições
  • Gráficos da votação

Vantagens?

Baixo custo e disponível rapidamente.

Para mais informação, consulte este site: http://eleicoes.fresoft.pt/ 

image

 

Subscreva a Autarquia Digital

Acompanhe o Fórum de Inovação Autárquica


3 Comentários

A minha rua – Streetcare


image

Muitas autarquias tem desenvolvido soluções para implementar o conceito “A minha rua” que permitem aos cidadãos a identificação de situações anómalas nos seus espaços públicos.

O resultado são aplicações mais ou menos conseguidas, muitas vezes baseadas em formulários, sem recurso a mapas e assentes em infra-estrutura local (com necessidade de hardware, software).

Neste final de ano queria deixar-vos aqui uma referência para a aplicação Streetcare desenvolvida em Windows Azure (na núvem), sem necessidade de hardware ou software local, de baixo custo e que pode ser implementado muito rapidamente (15m é o tempo de setup). Podem ver uma demo totalmente funcional aqui.

Video Streetcare para “A minha rua”

 

A aplicação Streetcare está já disponível para o mercado Português.

Boas entradas e um ano de 2011 cheio de inovação.


CSP 2.0 disponível para download


image

No Demo Network de Public Sector da Microsoft foi esta semana publicada a imagem virtual do CSP 2.0, apresentado em Lisboa no passado dia 15 de Setembro a parceiros Microsoft. A imagem virtual está disponivel para download e inclui código fonte de exemplo que poderá guiar parceiros e clientes a “acelerar” a construção das suas soluções finais.

Esta demonstração inclui um script completo para permitir maximizar o beneficio deste demonstrador. O demonstrador pode correr localmente (fazendo previamente download de uma imagem virtual) ou também se pode optar por correr a imagem virtual directamente do site de demos.

As funcionalidades que podem ser demonstradas são:

    • Citizen portal and personalized citizen home page (Sharepoint, Infopath, LiveID for authentication)
    • Case management and BI using integration of the Citizen and Intranet portals (Sharepoint & Infopath) with Dynamics CRM 4.0 (CRM 2011 will be coming in a later version)
    • Integration with third party social applications like Facebook and Twitter to encourage citizen collaboration.
    • Reporting with PowerPivot.

Instruções de acesso

Consultar o o catálogo de demonstrações disponiveis.

image

CSP 2.0 Virtual Image e Script de demonstração.

image

É necessário fazer log-in com um Live ID (msn/hotmail/live etc..), e depois…

image

…download da VM. São 40 Gb!

image

Boa sorte!

inov

Subscreva a Autarquia Digital e acompanhe o Fórum de Inovação Autárquica.


Exemplos de Gov 2.0


image

Numa altura em que se fala (e vai falar aqui) muito de Gov 2.0 / Web 2.0, queria aqui deixar uma compilação de exemplos de aplicações Gov 2.0 de outras paragens.

Serviços Públicos

  • Love Clean Streets – The site allows you to review and submit environmental issues and have ‘London Love Clean Streets’ deal with it
  • Miami 311 – Online application to record, track, and report on nonemergency incidents.
  • Freedom Speaks – California based political social network uses Windows Azure to  enable citizens to report faults and GPS enabled smartphones to log the location of problems
  • San Francisco 311 – Solution for fault reporting and street management
  • Streetcare – Solution for fault reporting and street management

Coordenação de Serviços e Colaboração

  • Boulder County – Uses  a Windows Azure Solution to allow over 100 agencies social  services to be better coordinated and effective through sharing information on services to users and well as managers

Transparência

  • City of Edmonton – Wanted to operate more openly by making data about schools, parks, transit stops, and other city matters easily accessible to the public. By basing its “open data catalog” on the Microsoft Open Government Data Initiative solution and Windows Azure platform, Edmonton brought its catalog to market in just three weeks, increasing its transparency at a dramatically lower cost over alternative software and hardware options.
  • Vancouver  – city uses Azure based open data platform to  publish large quantities of local information from resources and services through to KPIs and commitments. The data is accessed using the Open Government Data Initiative (OGDI) and is the framework for Vanguide – which is the project name. By publishing these datasets of which goverments have many into the cloud then 3rd party developers can build application that consume the data – making better use of the information and also reducing development costs for the city.  Video here.
  • Ireland – planning applications reporting service.
  • Public 360 – partner application hosts public records in the cloud lowering costs and increasing access to records by established Scandinavian partner Software Innovation.
  • Windows Azure Marketplace is a repository of commercial and government datasets including  European Environment AgencyUS Government and many others allowing commercial value from government produced data.

Participação

  • Microsoft TownHall is an open source toolkit and application from Microsoft which enables political debate, interaction and crowdsourcing from citizens to government. A similar application in the same category Social Rally, by Microsoft Partner Synteractive.


4 Comentários

Serviço para 8.000 utilizadores por 70 euros


70 Euros. É isso mesmo.

A UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) desenvolveu a plataforma de matriculas dos seus 8.000 alunos em Windows Azure e pagou 70 Euros.

Resolveu desta forma um pico sazonal de utilização dos seus sistemas, com uma plataforma na Cloud que escalou até ser necessário, e extinguiu-se quando deixou de ser útil.

Por tudo isto pagou 70 Euros.

Vejam o vídeo. A Cloud está a chegar.


Nova Iorque na Cloud


ny

A cidade de Nova Iorque estabeleceu uma parceria com a Microsoft para consolidar os seus sistemas na Cloud.

Mais informação aqui.

Objectivos?

Inovar e reduzir custos!

MAYOR BLOOMBERG AND MICROSOFT CEO STEVE BALLMER ANNOUNCE FIRST OF ITS KIND PARTNERSHIP TO KEEP NEW YORK CITY AT THE CUTTING EDGE OF TECHNOLOGICAL INNOVATION WHILE SAVING TAXPAYER DOLLARS

Agreement will Consolidate Dozens of Agency License Agreements into One, Provide New State-of-the-Art Technology Resources to City Employees and Save the City $50 Million over Next Five Years

Continua aqui.


Tráfego na nuvem


image

Está aqui um serviço chamado Traffic in the Cloud de monitorização de tráfego, com dados em tempo real, construído em cima da “nuvem” com uma colagem de serviços com o Bing Maps e serviços do Windows Azure.

 image

A parte interessante é que permite adicionar outras câmaras de vídeo de qualquer ponto de mundo. Fica o desafio para quem tem câmaras de vídeo colocadas nos pontos de tráfego do nosso país.


Segurança Pública


image

Na cidade de Oakland, EUA, existe um problema de crime público que importa documentar e informar a população.

Solução? O Oakland Crimespotting, que regista e divulga as ocorrências, classificadas por nivel de gravidade.

Façam deslizar a barra em baixo (ocorrências mais graves para a esquerda e menos graves para a direita), e vejam o mapa a alterar-se em função deste critério. Por incidentes, não se fala apenas de roubos e assaltos. Pode ser qualquer incidente, desde acidente automóvel a uma casa inundada. Ou seja: à consideração da Polícia de Segurança Pública, Guarda Nacional Repúblicana, MAI, MJ, PJ, Tribunais, Policias Municipais, Bombeiros, Protecção Civil, DGV / Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária / Instituto Nacional de Transportes Terrestres, INEM, Autarquias e outras entidades.


Windows Live Messenger como canal de contacto e informação


image

Todos nós conhecemos (e usamos) o messenger (Live Messenger ou MSN Messenger como era/é conhecido) como ferramenta de contacto pessoal com a nossa lista de amigos e colegas de trabalho. Este é um canal usado, na sua esmagadora maioria, pelas gerações mais novas. Mas Portugal, no seu conjunto já tem mais de 2,5 milhões de utilizadores regulares. É um canal a não descurar, em particular para chegar mais perto deste segmento.

Agora, o que é inovador, é utilizar este canal de comunicação para fins não lúdicos.

Associar a esta canal a capacidade de responder a perguntas e obter informações das mais variadas: desde turísticas, até de processos ou de contactos.

image

Para exemplificar, adicionem o endereço encarta@botmetro.net na vossa lista de contactos do Live Messenger. Depois, façam-lhe perguntas que eles responderá com tudo o que a encicolpédia Encarta sabe. Vejam o exemplo abaixo:

Hugo Cartaxeiro diz:
What do you know about Portugal?
Encarta® Instant Answers diz:
I know many things about Portugal, its geography, its people and its governments.
Hugo Cartaxeiro diz:
Where is Portugal located?
Encarta® Instant Answers diz:
Nation in southwestern Europe, occupying the western portion of the Iberian Peninsula. Portugal lies south and west of Spain, with which it shares the Iberian Peninsula.  Population (2006): 10,060,870. Latitude: 39.6420° (39° 38’ 31”) Longitude: -8.3460° (-8° 20’ 46”).

Na realidade, por detrás deste endereço há um Windows Live Agent (ou “bot”) que responde a estas perguntas, consultado uma determinado sistema de informação, que poderá perfeitamente ser um qualquer sistema de backoffice. O facto do diálogo estar em inglês é apenas porque este Live Agent foi programado para tal.

Se pensarmos na realidade autárquica, poderemos antever um canal para consulta do estado de processos, pedidos de informação, reclamações etc, com diálogos deste género:

Hugo Cartaxeiro diz:
Como estão os meus processos?
Câmara Municipal de Exemplo:
Os seus processos pendentes na autarquia estão nos seguintes estados:
a) A licença para esplanada com ocupação de via pública aguarda o pagamento da respectiva taxa.
b) Falta devolver o Livro “Os Maias” na Biblioteca Central.
Mais detalhes em dos seus processos em my.cm-exemplo.pt.

Neste exemplo hipotético, ilustram-se a integração de sistemas (ERP autárquico, Biblioteca, Portal) e como este canal pode abrir novas vias de comunicação com “novos” públicos. Os aspectos da segurança da informação e da privacidade estão acautelados, porque o Live Agent sabe que eu sou municipe desta autarquia e no meu registo encontra-se o meu endereço de messenger o qual permite acautelar estes aspectos essenciais.

Exemplos reais

Vejam outros Windows Live Agents já funcionais neste link – http://en.wikipedia.org/wiki/Windows_Live_Agents.

O exemplo espanhol

image

Vem este artigo a propósito de um exemplo recente que – acho – deverá ser observado atentamente pelas nossas organizações públicas. Centrais, e sobretudo Locais. Na Andaluzia, Espanha, o governo regional lançou precisamente um canal no Live Messenger com um um Live Agent a que baptizaram de Lucia, para responder a mais de 500 perguntas sobre diferentes temas acerca da região da Andaluzia, nomeadamente praias, hotéis, festas ou monumentos. O endereço deste “robot” é robotlucia@andalucia.org e a noticia vem referida aqui.

Um exemplo para as nossas autarquias poderem explorar um canal de comunicação amplamente divulgado, e muito pouco explorado.

Em Portugal já há quem esteja a prototipar uma solução deste género. Vamos ver qual é a autarquia ou organização que primeiro ilustra com um exemplo concreto.

Para quem quer saber mais

  • Windows Live Agents
  • Windows Live Agents Official Team Blog
  • Windows Live Agents – Developer’s Partner Hosting portal

  • Eye on Water


    No último dia de Julho foi lançado um portal, da iniciativa da Agência Europeia do Ambiente um portal de monitorização e acompanhamento da qualidade da água. O Portal chama-se “Eye on Earth” e está disponivel aqui na sua versão Portuguesa. Está feito com integração com o Virtual Earth e com o Portal MSN.

    image

    Para já estão disponiveis dados da Itália, Grécia, Malta, Holanda, Eslovénia e Portugal, que são recolhidos em mais de 21.000 pontos de monitorização nestes países, e os dados são actualizados numa base regular. Podemos ver aqui nesta imagem uns "amarelos" nas praias da Parede e São Pedro do Estoril.

    image

    Importa aqui realçar o papel das autoridades ao assinalarem de forma pública estes problemas da qualidade das águas. As ferramentas e as tecnologias aqui utilizadas podem perfeitamente serem utilizadas para sinalizar outros tipos de dados ao público. Por exemplo, dados ambientais, demográficos, sociais, económicos ou outros. O exemplo do "eye on water" pode inspirar outros.

    Seguir

    Get every new post delivered to your Inbox.

    Junte-se a 2.528 outros seguidores