Autarquia Digital

Inovação na Administração Pública Autárquica


Deixe o seu comentário

Conferência “Os desafios à gestão autárquica”


otoc

A Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e a Universidade do Minho levam a efeito no dia 25 de março, no Centro de Congressos de Lisboa, uma conferência sobre autarquias locais, a que se deu o nome: «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira».

Consulte a agenda e faça a sua inscrição no site da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.

Programa
9h30 Sessão de abertura
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
João Carvalho| Presidente do IPCA
António Cândido de Oliveira | Diretor do NEDAL/UMinho
10h00 Conferência inaugural
Accountability e a transparência das contas públicas: novos desafios
Guilherme d’ Oliveira Martins | Presidente do Tribunal de Contas 
10h45 Pausa para café
11h00 Painel I – Modelos de governação autárquica
Moderador | Paulo Baldaia, diretor da TSF
Basílio Horta | Presidente da Câmara Municipal de Sintra
Carlos Carreiras | Presidente da Câmara Municipal de Cascais
Manuel Machado | Presidente da Associação Nacional de Municípios
12h30 Almoço
14h00 Painel II – Impacto da reforma de modernização administrativa das freguesias
Moderador | António Cândido de Oliveira, professor catedrático da Escola Direito da Universidade do Minho e diretor do NEDAL
Pedro Cegonho | Presidente da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE)
João Seixas | Investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
José Eduardo de Matos | Secretário executivo do CIM da região de Aveiro
16h00 Pausa para café
16h15 Painel III – A sustentabilidade financeira das autarquias locais
Moderador | Vítor Rodrigues de Oliveira, editor de economia da TSF

Os novos mecanismos de alerta precoce e de recuperação financeira municipal
Alexandre Amado | dirigente da Inspeção-Geral de Finanças na área do Controlo da Administração Local Autárquica

Desafios da sustentabilidade financeira das finanças locais
Joaquim Freitas Rocha, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho e investigador da NEDAL

Impacto do novo sistema de contabilidade pública na gestão autárquica (SNC-AP)
João Carvalho, membro do comité de contabilidade pública da CNC e coordenador do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses

17h30 Sessão de encerramento
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
António Leitão Amaro | secretário de Estado da Administração Local 
Programa em pdf

Evento Local e data Créditos Valor Inscrições
 Conferência «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira» Centro de Congresso de Lisboa, sala VIII,
25 março 2015
(Google Maps)
12 35
euros
Membros

Público em geral


Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2013


image.pngA Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) e a TSF organizaram no passado dia 22 de julho, no Auditório Cardeal Medeiros, da Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, uma conferência subordinada ao tema «A política, os políticos e a gestão dos dinheiros públicos».

Na ocasião será apresentada a edição 2013 do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, um estudo do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Càvado e do Ave (IPCA).

Anexo a lista de todas as edições Anuário Financeiro:


Atualização do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2011 e 2012


anuario revisto 2011 e 2012A Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) e a TSF organizaram no dia 19 de novembro, na Universidade Católica de Lisboa, uma conferência sobre «A nova Lei das  Finanças Locais», evento que coincidiu com a apresentação dos dados atualizados do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, referente às empresas municipais, da responsabilidade do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade  (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), de Barcelos.


Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2011 e 2012


capaanuario_138751deca634edffO Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2011 e 2012 foi apresentado na Universidade Católica, em Lisboa, na conferência “A política, os políticos e a gestão dos dinheiros públicos”, organizada pela Ordem e a TSF.
O anuário,  na sua nona edição e que resulta de um trabalho de investigação de quatro professores universitários, coordenado por João Carvalho, faz uma análise da saúde financeira dos 308 municípios, bem como das empresas municipais e dos serviços municipalizados.
Edições anteriores:

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2010

A atual edição do anuário apresenta uma análise económica e financeira das autarquias locais, para o exercício de 2010. Trata-se da terceira edição consecutiva a incluir uma análise ao setor empresarial local.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2009

Esta edição do Anuário inclui, pelo segundo ano consecutivo, uma análise ao setor empresarial local. Resulta de um trabalho que envolve dois centros de investigação onde estão integrados os autores: Núcleos de Estudos em Administração e Políticas Públicas (NEAPP) da Universidade do Minho e o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2008

O 6.º Anuário baseia-se nas contas de 2008 dos 308 municípios, incluindo informação económica e financeira das entidades do setor empresarial local existente nesse ano (num total de 219 empresas). Integra ainda informação referente a 30 serviços municipalizados (num universo de 33).

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2007

Na 5.ª edição do Anuário, referente às contas de 2007, é incluída, pela primeira vez, informação financeira das empresas municipais e dos serviços municipalizados, para além da habitual análise da situação orçamental, financeira, patrimonial e económica das autarquias.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2006

O 4.º Anuário, referente às contas de 2006, visa aferir o grau de evolução de implementação do POCAL. Este estudo debruça-se ainda sobre os rankings relativos às melhores e piores situações de 35 câmaras municipais no que diz respeito ao desempenho financeiro, económico e orçamental das autarquias.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2005

Os autores deste Anuário pretendem com a investigação que levam a cabo verificar se existe fiabilidade na informação obtida nos diferentes municípios. Outro dos pontos de partida para este estudo, um ano mais coordenado por João Carvalho, foi aferir a utilidade da informação na aprovação das contas pelas câmaras e assembleias municipais.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2004

A 2.ª edição do Anuário refere-se às contas de 2004. Relativamente à publicação anterior, destaca-se o aumento do número de municípios analisados e o aprofundamento dos aspetos da gestão orçamental, financeira e patrimonial dos municípios.

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2003

Um grupo de professores universitários aventurou-se num trabalho exaustivo, ambicioso e sem parelelo no nosso país: a «radiografia» das autarquias no que diz respeito à utilização dos dinheiros públicos e a qualidade da decisão municipal portuguesa. A 1.ª edição teve o apoio da então Câmara e a colaboração do Tribunal de Contas e da Fundação para a Ciência e Tecnologia.


O seu município é gerido de forma eficiente?


O Jornal de Negócios publicou uma análise ao Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2010 e evidencia a boa gestão financeira das autarquias e publica uma lista dos melhores geridos.

Leia o artigo completo no Jornal de Negócios que começa assim:

Nem tudo vai mal no panorama autárquico. Apesar das crescentes dificuldades com que os orçamentos municipais se debatem, há autarquias que são globalmente bem geridas do ponto de vista financeiro, patrimonial e orçamental.

(…)

Eis os 3 primeiros de cada categoria:

image

image

image


3 Comentários

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses – 2010


image

Já está publicado o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses – 2010 ontem apresentado na conferência sobre o poder local realizado pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) em conjunto com a TSF.

O documento pode ser descarregado aqui.

Os anuários dos anos anteriores, por terem sido movimentados dentro do site da OTOC, estão agora nos links seguintes:

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2009

A presente edição do Anuário inclui, pelo segundo ano consecutivo, uma análise ao setor empresarial local. Resulta de um trabalho que envolve dois centros de investigação onde estão integrados os autores: Núcleos de Estudos em Administração e Políticas Públicas (NEAPP) da Universidade do Minho e o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2008

O 6.º Anuário baseia-se nas contas de 2008 dos 308 municípios, incluindo informação económica e financeira das entidades do setor empresarial local existente nesse ano (num total de 219 empresas). Integra ainda informação referente a 30 serviços municipalizados (num universo de 33).

Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2007

Na 5.ª edição do Anuário, referente às contas de 2007, é incluída, pela primeira vez, informação financeira das empresas municipais e dos serviços municipalizados, para além da habitual análise da situação orçamental, financeira, patrimonial e económica das autarquias.

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2006

O 4.º Anuário, referente às contas de 2006, visa aferir o grau de evolução de implementação do POCAL. Este estudo debruça-se ainda sobre os rankings relativos às melhores e piores situações de 35 câmaras municipais no que diz respeito ao desempenho financeiro, económico e orçamental das autarquias.

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2005

Os autores deste Anuário pretendem com a investigação que levam a cabo verificar se existe fiabilidade na informação obtida nos diferentes municípios. Outro dos pontos de partida para este estudo, um ano mais coordenado por João Carvalho, foi aferir a utilidade da informação na aprovação das contas pelas câmaras e assembleias municipais.

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2004

A 2.ª edição do Anuário refere-se às contas de 2004. Relativamente à publicação anterior, destaca-se o aumento do número de municípios analisados e o aprofundamento dos aspetos da gestão orçamental, financeira e patrimonial dos municípios.

 Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2003

Um grupo de professores universitários aventurou-se num trabalho exaustivo, ambicioso e sem parelelo no nosso país: a «radiografia» das autarquias no que diz respeito à utilização dos dinheiros públicos e a qualidade da decisão municipal portuguesa. A 1.ª edição teve o apoio da então Câmara e a colaboração do Tribunal de Contas e da Fundação para a Ciência e Tecnologia.


Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2009


image

Já foi publicado o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2009 apresentado pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas na conferência conferência «Reorganização Administrativa do País», realizada ontem no Seminário de Vilar, no Porto.

O documento pode ser consultado aqui.

Esta é já a sétima edição do estudo, podendo as anteriores ediçoes ser consultadas nos seguintes links: 2008 / 2007 / 2006 / 2005 / 2004 / 2003

Alguns ecos na comunicação social sobre o anuário financeiro de 2009.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 3.739 outros seguidores