Conferência Administração Local e Empreendedorismo


portal autárquicoDireção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) vai realizar no próximo dia 26 de maio pelas 17.00h, a Conferência Administração Local e Empreendedorismo no Auditório da DGAL – Rua Tenente Espanca, 22 em Lisboa.

Com um painel de oradores diversificado e de elevada qualidade, esta Conferência visa dar um contributo público às políticas e dinâmicas autárquicas no domínio do Empreendedorismo, justamente num momento em que o desenvolvimento dos territórios locais ganha uma nova expressão no que se refere ao melhor aproveitamento das oportunidades e capacitações disponíveis.

Esta conferência insere-se no Ciclo de Conferências «Administração Local 2015», o qual visa proporcionar reflexão e debate sobre grandes temas que modelam o presente e futuro da Administração Local e dos territórios.

Mais informação no site da DGAL / Portal Autárquico. Inscrições: comunicacao@dgal.pt

O ROI da Formação


winning

É mais fácil captar / justificar investimentos para acções de formação, quando se sabe quanto estas contribuem para a geração de riqueza ou que valor geram para a organização.

Assista ao evento sobre o ROI da Formação em Lisboa (Hotel Tivoli Oriente, no Parque das Nações), no próximo dia 5 de Maio.

Gratuito, mas sujeito a inscrição.

Conferência “Os desafios à gestão autárquica”


otoc

A Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e a Universidade do Minho levam a efeito no dia 25 de março, no Centro de Congressos de Lisboa, uma conferência sobre autarquias locais, a que se deu o nome: «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira».

Consulte a agenda e faça a sua inscrição no site da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.

Programa
9h30 Sessão de abertura
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
João Carvalho| Presidente do IPCA
António Cândido de Oliveira | Diretor do NEDAL/UMinho
10h00 Conferência inaugural
Accountability e a transparência das contas públicas: novos desafios
Guilherme d’ Oliveira Martins | Presidente do Tribunal de Contas 
10h45 Pausa para café
11h00 Painel I – Modelos de governação autárquica
Moderador | Paulo Baldaia, diretor da TSF
Basílio Horta | Presidente da Câmara Municipal de Sintra
Carlos Carreiras | Presidente da Câmara Municipal de Cascais
Manuel Machado | Presidente da Associação Nacional de Municípios
12h30 Almoço
14h00 Painel II – Impacto da reforma de modernização administrativa das freguesias
Moderador | António Cândido de Oliveira, professor catedrático da Escola Direito da Universidade do Minho e diretor do NEDAL
Pedro Cegonho | Presidente da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE)
João Seixas | Investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
José Eduardo de Matos | Secretário executivo do CIM da região de Aveiro
16h00 Pausa para café
16h15 Painel III – A sustentabilidade financeira das autarquias locais
Moderador | Vítor Rodrigues de Oliveira, editor de economia da TSF

Os novos mecanismos de alerta precoce e de recuperação financeira municipal
Alexandre Amado | dirigente da Inspeção-Geral de Finanças na área do Controlo da Administração Local Autárquica

Desafios da sustentabilidade financeira das finanças locais
Joaquim Freitas Rocha, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho e investigador da NEDAL

Impacto do novo sistema de contabilidade pública na gestão autárquica (SNC-AP)
João Carvalho, membro do comité de contabilidade pública da CNC e coordenador do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses

17h30 Sessão de encerramento
Domingues de Azevedo | Bastonário da OTOC
António Leitão Amaro | secretário de Estado da Administração Local 
Programa em pdf

Evento Local e data Créditos Valor Inscrições
 Conferência «Os desafios à gestão autárquica: organização e sustentabilidade financeira» Centro de Congresso de Lisboa, sala VIII,
25 março 2015
(Google Maps)
12 35
euros
Membros

Público em geral

Milhões de litros de água deitados fora num dia


logo_ersar_pt

Num artigo do Público publicado hoje – 426 milhões de litros de água deitados fora num dia – dá conta mais de 400 milhões de litros de água para consumo humano que são desperdiçados todos os dias em roturas e fugas nas redes municipais em Portugal.

O artigo reporta-se a um relatório da Entidade Reguladora para os Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR – sobre os serviços de abastecimento de água, tratamento de esgotos e recolha de lixo nos municípios Portugueses.

O estudo mostra a grande disparidade do desperdício de água nos diferentes municípios portugueses, com perdas que vão desde os 7% até valores acima dos 60%.

Estes números estão disponibilizados numa aplicação para smartphones lançada pela ERSAR em Setembro passado, que permite a qualquer cidadão ter acesso a uma série de informações sobre os serviços de abastecimento de água, tratamento de esgotos e recolha de lixo no seu concelho. Faça download da aplicação da ERSAR nos links abaixo.

google play icon apple store icon

 

Convite para evento sobre Melhores Práticas de Gestão de Projeto na Administração Pública


winning

A Winning e a Microsoft têm o prazer de o convidar para o evento Melhores Práticas na Gestão de Projetos na Administração Pública que irá decorrer no próximo dia 3 de Março em Lisboa no auditório da Microsoft Portugal a partir das 9h00.

A administração pública desenvolve inúmeros projetos de transformação e inovação, financiados de diferentes formas. A melhoria das práticas de gestão de projetos vai estimular uma maior eficácia na realização destes projetos e – sobretudo – apresentar valor e benefícios às estruturas financiadoras e dirigentes melhorando a credibilidade dos seus promotores e a qualidade do serviço público prestado aos cidadãos.

É este o mote da realização deste evento, que conta com a participação da ESPAP que vai partilhar a sua visão para uma plataforma partilhada de metodologias e ferramentas. A Winning apresentará as boas práticas de gestão de projeto no contexto da administração pública (central e local) e partilhará uma framework de medição de valor e benefícios dos projetos.

Este evento atribui 2 PDU’s para a Certificação PMP.

Participe. É nosso convidado! Inscreva-se aqui.

gestão de projeto

Estudo sobre Gestão de Conhecimento em Portugal


knowman-verdeA Knowman volta a realiza o estudo sobre gestão de conhecimento, que abrange tanto entidades privadas, como públicas. Esta mensagem pretende desafiar a administração local a mobilizar-se para responder ao inquérito deste anos (2015) sabendo que demora menos de 10 minutos, oferece prémios e – mais importante – permite aferir quais as reais práticas de gestão de conhecimento que as nossas autarquias têm.

O resultado dos anos anteriores podem ser consultados na página “outras edições“, para vossa análise e referência.

2010, 2011, 2013. É agora a vez de 2015.

O presente questionário enquadra-se na 4ª edição de um estudo, desenvolvido pela Knowman, com o propósito de analisar a implantação da Gestão de Conhecimento nas organizações em Portugal.

O questionário poderá ser preenchido até ao dia 15 fevereiro 2015.

Os dados recolhidos serão agregados e anonimizados para análise e os seus resultados serão disponibilizados para consulta.

O tempo médio de resposta ao questionário é 10 minutos.

Para agradecer o seu tempo…

  • enviamos-lhe um resumo das suas respostas para que possa iniciar / continuar um diálogo sobre Gestão de Conhecimento na sua organização
  • vamos sortear 1 workshop “KM Starter” ou “KM Booster” pela Knowman
  • vamos sortear 2 bilhetes para assistir ao Social Now Europe 2015 (Amesterdão, 20 e 21 Abril)
  • vamos oferecer um exemplar das Cartas COTEC de Gestão de Conhecimento à quinta de cada cinco respostas válidas recebidas.

Os dados das anteriores edições deste Estudo encontram-se disponíveis para consulta em http://gc.knowman.pt/.

Em nome da Knowman, agradeço desde já o seu tempo.

Ana Neves

Veículos elétricos para a administração local?


canter eletrica

Agora que o Ministro Moreira da Silva anuncia a aquisição de 1.250 veículos elétricos para a administração pública até 2020, pergunto: a administração local também se está mobilizar para adoção destes veículos? Sejam: carros, autocarros, veículos de carga ou transporte, motas ou bicicletas…

Além das Câmaras de Lisboa, Porto e Abrantes dos testes em situação real com oito veículos comerciais Mitsubishi Canter eléctricos fabricadas no Tramagal, há mais alguma experiência ou estratégia de mobilidade eléctrica conhecida nas nossas autarquias?

Cidadania 2.0: Movimento Milénio


Movimento Milénio: Movimento Milénio foi uma iniciativa nacional para a procura de respostas para o futuro, revelação de caminhos e tendências com verdadeiro impacto na vida dos portugueses.

Banner do Movimento Milénio
O Movimento Milénio lançou o desafio a todos os cidadãos na procura de soluções para as grandes questões que vão definir e caracterizar a vida das próximas gerações de portugueses em quatro grandes áreas: Democracia, Negócios, Cidades e Consumo.

Cidadania 2.0: Global City 2.0


Global City 2.0: Uma rede informal de “movimentos cívicos de cidade” e um espaço de reflexão sobre o potencial destas formas emergentes de “democracia de proximidade para transformar as cidades e a vivência urbana no seu todo.

Screenshot do Global City 2.0

O projecto ‘GLOBAL CITY 2.0′ pretende constituir-se como uma REDE INFORMAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ e um ESPAÇO DE REFLEXÃO sobre o POTENCIAL DESTAS FORMAS EMERGENTES DE ‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’ para transformar as cidades e a vivência urbana no seu todo.

Esta é uma iniciativa desenvolvida pelo movimento ‘Cidades pela Retoma’ (http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/ & https://www.facebook.com/groups/cidadespelaretoma/ & https://www.facebook.com/CidadespelaRetoma) em parceria com um conjunto de instituições/organizações de Portugal, Brasil, Espanha, Argentina, Itália, Reino Unido, Estónia, Israel, Austrália e Estados Unidos envolvendo uma rede de investigadores, profissionais e demais cidadãos interessados.

Screenshot do Global City 2.0

Cidadania 2.0: Sistema de Informação para o Património Arquitectónico


Sistema de Informação para o Património Arquitectónico: Consulta, convida os cidadãos a criar novos registos de inventário relativos a património arquitectónico, urbanístico e paisagístico

Logo do Inst Habitação e da Reabilitação Urbana

São objectivos genéricos do SIPA constituir-se como ferramenta de informação de suporte às políticas, às estratégias e às acções de intervenção no ambiente construído, designadamente as que visam o ordenamento do território, o desenvolvimento regional, a qualificação e reabilitação urbanas e a salvaguarda e valorização do património arquitectónico, urbanístico e paisagístico.

SIPA-screenshot

Cidadania 2.0: Felicidário


Felicidário: Partilha e disseminação de imagens através das redes sociais para aumentar a sensibilidade dos cidadãos para a terceira idade

Logo do Felicidário

Se é difícil definir a felicidade aos 20, aos 30 e aos 40, imaginem aos 60 ou aos 70. Foi por isso que nasceu o Felicidário. O Felicidário é um calendário e também é uma espécie de dicionário com 365 definições práticas de felicidade. Aos 65, a felicidade é arrumar as botas e fazer crochet, é gozar o dolce fare niente ou fazer aquilo que nunca se fez? Todos os dias, durante um ano, o Felicidário sugere uma nova ideia de felicidade para maiores de 65 anos.

No Felicidário, a felicidade não tem idade e é ilustrada por Afonso Cruz, André Letria e Ricardo Henriques, André da Loba, Aka Corleone, Bernardo Carvalho, Carolina Celas, Irmão Lucia, Julio Dolbeth, Madalena Matoso, Maria Imaginário, Tiago Albuquerque e Yara Kono.

Página inicial do Felicidário

Cidadania 2.0: Mais cidadão!


Mais cidadão!: Fomentar a cidadania em cada freguesia!

MaisCidadao-logo

Este site permite aos cidadãos reportar problemas locais, tais como buracos nas estradas, depósitos de lixo ilegais, luzes de rua defeituosas, etc. As questões apresentadas são exibidas no mapa da cidade. Os usuários podem adicionar fotos e comentários. Além disso, eles podem sugerir soluções para melhorar a sua localidade.

O “Mais Cidadão” depois encaminha esses problemas ou sugestões para as devidas entidades agilizando os serviços e proporcionando aos usuários a sensação de que o município está a trabalhar.

Mais Cidadão (imagem capturada a 19 Set 2013)

Cidadania 2.0: Meu Rio


Meu Rio: O Meu Rio é um laboratório de participação cívica que une a tecnologia à mobilização da sociedade para aproximar os cariocas da política. Os cariocas têm o poder de construir uma cidade melhor para todos e vão mostrar que a sua força pode trazer resultados surpreendentes.

meu-rio-logo

O Meu Rio é um laboratório de novas interfaces de participação cívica que une a tecnologia à mobilização da sociedade para aproximar os cariocas da política. Nossa missão é construir uma nova cultura política com os cariocas e fazer com que o cidadão comum possa participar efetivamente da construção de políticas públicas. Nós vemos os próximos anos como uma grande oportunidade de desenvolvimento para o Rio e acreditamos que se os cariocas não botarem a mão na massa agora, esse momento não será aproveitado da melhor forma. Nós cariocas temos sim o poder de construir uma cidade melhor para todos e vamos mostrar que a nossa força pode trazer resultados surpreendentes.

 

 

Cidadania 2.0: Microfilmes para Macrocausas


Microfilmes para Macrocausas: Iniciativa para mobilizar jovens artistas para uma participação social e solidária na sociedade com criação de projectos artísticos inovadores na área do vídeo digital

Logo do MMCausas

O Prémio Microfilmes para Macrocausas, também designado por MMCAUSAS, é uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa criada em 2010 e desenvolvida em parceria com o Clube Português de Artes e Ideias e o Sapo.pt. Tem como objectivo mobilizar jovens artistas para uma participação social e solidária na sociedade, incentivando e premiando a criação de projectos artísticos inovadores na área do vídeo digital – microfilmes com a duração máxima de 3 minutos – que tenham como matéria de trabalho temáticas sociais prementes.

Screenshot do site do MMCausas

Cidadania 2.0: Volunteerbook


Volunteerbook: Projeto cuja missão é promover e divulgar a cultura do voluntariado usando as dinâmicas emergentes das redes sociais, nomeadamente, o Facebook.

volunteerbook-logo

O volunteerbook é um projeto da ENTRAJUDA, lançado em Fevereiro de 2011 no âmbito do Ano Europeu do Voluntariado, cuja missão é promover e divulgar a cultura do voluntariado. É um projecto que pretende ser um espaço privilegiado de divulgação de informação, aumentar a visibilidade das atividades de voluntariado e facilitar a participação nas mesmas, usando as dinâmicas emergentes das redes sociais, nomeadamente, o Facebook.

Mais informação sobre o projeto aqui.

 

Screenshot do Volunteerbook

Cidadania 2.0: LXAmanhã


LXAmanhã: É uma plataforma permanente de recolha e consulta das ideias dos lisboetas para a Lisboa de amanhã – independente e aberta a todos aqueles que, juntos, querem melhorar a cidade.

lxamanha-logo

LXAMANHÃ é uma plataforma permanente de recolha e consulta das ideias dos lisboetas para a Lisboa de amanhã – independente e aberta a todos aqueles que, juntos, querem melhorar a cidade. O seu objetivo é fazer com que todos (cidadãos e autoridades) participem na construção de uma Lisboa cada vez melhor!

No LXAMANHÃ os cidadãos e os decisores políticos terão uma visão abrangente de tais ideias, e poderão assim eleger as melhores.

Screenshot do LXAmanha

Com o LXAMANHÃ daremos voz às suas ideias, opiniões e desejos, e faremos com que essa voz seja ouvida pelos responsáveis.

LXAMANHÃ é uma adaptação do site NEXTHAMBURG para a cidade de Lisboa.

NEXTHAMBURG é um site participativo desenvolvido para a cidade alemã de Hamburgo no âmbito da Política Nacional de Desenvolvimento das Cidades alemã. O seu desenvolvimento iniciou-se em 2009 e em 2011 recebeu o prémio „365 Orte im Land der Ideen“ (365 Locais na Terra das Ideias).

Cidadania 2.0: Curso Livre de Sobrevivência Rodoviária


Curso Livre de Sobrevivência Rodoviária: Curso livre sobre segurança rodoviária e prevenção da sinistralidade, nomeado Sobrevivência Rodoviária

Logo da Estrada Viva

A Estrada Viva (www.estradaviva.org) preocupa-se com a conflitualidade no meio rodoviário e com o número inaceitável e persistente de vítimas em território nacional, sendo também sensível ao alerta da OMS para o crescente número de vítimas a nível global. Este curso livre, anunciado no dia 11 de Maio de 2011, início da Década Global de Segurança Rodoviária 2011-2020, pretende ser um contributo para o esclarecimento da opinião pública, através de informação e formação técnica sobre as causas da sinistralidade e as estratégias para a sua mitigação.

Editores e colaboradores, partilham uma visão sobre o que entendem por mobilidade sustentável, acessibilidade para todos, segurança, responsabilidade cívica, espaços urbanos partilhados e ainda protecção da saúde e do meio ambiente.

Sendo o fenómeno da sinistralidade rodoviária um problema de saúde pública e que envolve todos os sectores da sociedade, estamos a criar um programa abrangente que vai da prevenção à reabilitação e que deverá abranger todos os utentes da via pública.

O curso é integralmente realizado em vídeo e complementado com outros recursos, permitindo ao utilizador aprofundar os temas que mais lhe interessam.

Os nossos colaboradores são técnicos com experiência reconhecida nas suas respectivas áreas de actuação que aceitaram dar o seu testemunho e os seus ensinamentos para este curso que se assume livre, acessível para todos via Internet.

Estrada Viva (capturado a 21 Set 2013)

Cidadania 2.0: Geração Alerta


Geração Alerta: Projeto de produção de conteúdos audio, com base em “informação positiva”

geracaoalerta-logo

Trata-se de um projeto de produção de conteúdos audio, com base em “informação positiva”. Por informação positiva entendem-se todas as noticias confirmadas de casos de sucesso nacionais: pessoas, produtos e serviços e empresas. Pretende-se contrariar uma certa tendência para a publicação de notícias negativas, sensacionalistas e que ajudam a espalhar uma certa “vitimite” generalizada.

Geração Alerta

 

Num registo audio distribuído às rádios e nas plataformas web pretende-se dar poder às pessoas pela informação. Criar motivação para uma atitude mais proativa e positiva perante a vida. As rádios recebem assim um apoio fundamental para continuar o seu papel importantíssimo de fonte de informação de proximidade através da oferta deste tipo de conteúdos.

Geração Alerta no SoundCloud (captura a 23 Set 2013)

O projeto de boas notícias audio fez ano e meio no passado mês de Agosto e foi recentemente finalista do Prémio Nacional Multimédia, ficando ao lado de um projeto da Rádio Renascença e de um vídeo interactivo do Jornal O Jogo.

A rubrica Geração Alerta foca uma boa notícia diferente todos os dias e está presente em 22 rádios em Portugal e também na WEB para a comunidade de portugueses a residir no estrangeiro. Por estar disponível online numa plataforma social de ficheiros áudio, a sua partilha fica facilitada e aumenta o seu impacto / audiência.

Seja um(a) construtor(a) de boas notícias!

Cidadania 2.0: A Minha Rua


A Minha Rua: “A MINHA RUA” permite a todos os cidadãos reportar as mais variadas situações relativas a espaços públicos, desde a iluminação, jardins, passando por veículos abandonados ou a recolha de eletrodomésticos danificados. Com fotografia ou apenas em texto, todos os relatos são encaminhados para a autarquia selecionada, que lhe dará conhecimento sobre o processo e eventual resolução do problema.

aminharua-logo

“A MINHA RUA” permite a todos os cidadãos reportar as mais variadas situações relativas a espaços públicos, desde a iluminação, jardins, passando por veículos abandonados ou a recolha de eletrodomésticos danificados. Com fotografia ou apenas em texto, todos os relatos são encaminhados para a autarquia selecionada, que lhe dará conhecimento sobre o processo e eventual resolução do problema.

“A Minha Rua” é um projeto desenvolvido pela Agência para a Modernização Administrativa, em conjunto com as Autarquias piloto: Arganil, Borba, Évora, Murça, Ovar, Pombal e Portalegre. Este projeto está inserido no Programa Simplex 09.

A Minha Rua (capturado a 26 Set 2013)