Cidadania 2.0: Escola Que Queremos


Escola Que Queremos: Aplicação que permite definir o nosso próprio padrão de qualidade escolar, comparando-o com os dados reais (abertos) das escolas públicas no Brasil.

Escola Que Queremos

Como se mede a qualidade de uma escola? Hoje, o principal indicador levado em conta no debate educacional para se falar de qualidade é o Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação. Mas, apesar de ser uma referência importante, o Ideb ainda é insuficiente: diz apenas sobre o desempenho dos alunos em Português e Matemática e o rendimento escolar (taxa de aprovação), sem trazer dados de contexto que permitam entender por que o aprendizado aconteceu como previsto, ou não.

E se fossem consideradas outras dimensões nessa avaliação, tais como infraestrutura, valorização dos professores, insumos e gestão democrática? Como seriam os resultados desse novo índice de qualidade?

Escola Que Queremos

 

Nesta versão piloto, o Escola Que Queremos traz dados das bases do Censo Escolar e da Prova Brasil, referentes a 2011, para escolas do primeiro ciclo de ensino fundamental. E apresenta 20 indicadores em cinco dimensões diferentes para que cada um possa compor seu próprio índice de qualidade, comparando-o com a média do município. No momento, estão disponíveis para pesquisas escolas da rede pública de ensino.

De posse das informações sobre sua escola, o usuário terá caminhos para entrar em ação, encaminhar denúncias e exigir a resolução de problemas com as autoridades responsáveis. Afinal, educação é um direito humano para todos e todas, e isso significa que só a existência de vagas não basta para garanti-lo: é preciso lutar para que seja, também, de qualidade.

Este projeto nasceu na 1ª edição do Hackathon Dados da Educação Básica, organizado pelo INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira em 2013.

Notícia sobre este projeto

Anúncios