O ROI da Formação


winning

É mais fácil captar / justificar investimentos para acções de formação, quando se sabe quanto estas contribuem para a geração de riqueza ou que valor geram para a organização.

Assista ao evento sobre o ROI da Formação em Lisboa (Hotel Tivoli Oriente, no Parque das Nações), no próximo dia 5 de Maio.

Gratuito, mas sujeito a inscrição.

Avaliação de Desempenho de profissionais de TICs na AP


Estamos numa altura em que todos os trabalhadores da AP (Administração Pública) têm preocupações na definição de objetivos para a avaliação de desempenho para o ano de 2012.

Todos os avaliadores são chamados a definir os melhores objetivos para avaliar de forma mais justa os seus avaliados. Não pretende este artigo apontar as virtudes nem os defeitos do SIADAP (Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho na Administração Pública), previsto na Lei n.º 66-B/2007 de 28 de Dezembro, mas sim aflorar a importância na criação de SLAs (Service Level Agreement) para medir o desempenho dos avaliados em geral e dos serviços de Tecnologias de Informação em particular.

Se em algumas áreas a definição de objetivos pode ser um exercício complexo, na área das Tecnologias de Informação tal tarefa estará mais facilitada, bastando para isso recorrer à implementação de sistemas de gestão de atividades realizadas.

Entrando num exemplo concreto, a avaliação do serviço de Helpdesk (apoio aos utilizadores), é precisamente um dos que mais facilmente se podem definir SLAs e a sua medição. Para tal, é necessário o recurso a sistemas de gestão de Tickets, que facilmente registam a criação dos pedidos, assim como o seu fecho.

Existem várias soluções de gestão de Tickets que os departamentos de TICs podem recorrer para poder medir os indicadores de desempenho relacionados com esta função. Alguns incluem ainda a possibilidade de gerir o serviço de acordo com a norma ITIL (Information Technology Infrastructure Library), se bem que para o assunto em questão, o recurso ao ITIL não seja na minha ótica imprescindível. Apresentam-se a seguir apenas três exemplos deste tipo de software:

Numa equipa de TIC em que há vários tipos de atividades, é importante classificar essas atividades e definir objetivos de acordo com essa classificação. Seguem-se um exemplo de um objetivo que pode ser aplicado a avaliados que pertencem a este tipo de profissionais.

Objectivo
Melhorar o tempo médio de resolução de pedidos de Helpdesk dos seguintes tipos: Software, Hardware, Printing, Videovigilância e Rede, classificados com prioridade média ou urgente.
As datas de início e final dos pedidos deverão ser as da data de recepção dos pedidos na Divisão, nomedamente quando registados no sistema de gestão de tickets, independentemente da forma de chegada. A data de resolução deve corresponder à data em que o pedido foi efectivamente resolvido (ticket
close).
O avaliado pode requerer a supressão de contabilização de alguns tickets que não possam ser efectuados por razões que não lhe possam ser imputáveis, como por exemplo falta de material.

Indicador de medida
Tempo médio de resolução de pedidos

Critérios de Superação
Supera se o tempo médio for inferior a 6 dias
Cumpre se o tempo médio se situar entre 6 e 11 dias
Não cumpre se o tempo médio for superior ou igual a 12 dias

É muito importante que os avaliados possam ter informação sobre o seu desempenho, pois só assim poderão percepcionar o grau de cumprimento do objetivo a si definido. Muitas vezes (um dos problemas que se apontam ao SIADAP), a monitorização ao longo do ano não é efetuada e os avaliados só têm noção dos indicadores quando já não têm possibilidade de os inverter (para os casos em que não são cumpridos).
É portanto importante que as ferramentas escolhidas para gerir as atividades das equipas, possam dar essa informação em tempo real, como se apresenta no exemplo seguinte:
Exemplo medidação SLAs

No exemplo anterior, estão calculados os TMR (Tempo Médio de Resolução) dos tickets por tipo. Estes gráficos devem estar visíveis, por exemplo, num dashboard da aplicação de gestão de tickets.

Desta forma é possível com muita facilidade avaliar o desempenho do avaliado, validando se os SLAs individuais para si definidos foram ou não cumpridos, sem margem para quaisquer subjectividades.

Espero ter contribuído para ajudar a simplificar esta tarefa, nomeadamente aos avaliadores desta área. Se se achar pertinente, posso contribuir com mais alguns exemplos de objetivos SMART para a área das TIC.

Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrónico


image

O Governo Brasileiro apresentou o guia de acessibilidade para o governo electrónico – Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico.

O governo eletrônico disponibiliza, de forma gratuita, para toda a sociedade, software e documentos que auxiliam e orientam profissionais na construção, adequação, avaliação e correção de páginas, sítios e portais da Internet, garantindo assim o controle da navegação e o pleno acesso dos usuários aos conteúdos e serviços do governo, independentemente das suas capacidades físico-motoras e perceptivas, culturais e sociais.

e-MAG – Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico – recomendações a serem consideradas pelos desenvolvedores de conteúdo para que o processo de acessibilidade dos sítios e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação.

In http://www.governoeletronico.gov.br/acessibilidade

Trabalhar na administração pública


DGAEP - Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público

A Direção-Geral da Administração e do Emprego Público tem publicado no seu site um guia para o “emprego público”.

Deixo aqui a referência para vossa referência.

SIADAP da Fresoft certificado pela ANAFRE


image

A ANAFRE emitiu um certificado de conformidade à aplicação de SIADAP da Fresoft. Segundo o texto do certificado, a aplicação está de acordo com o estabelecido na Lei nº 66-B/2007 de 28 de Dezembro que estabelece o SIADAP.

O certificado pode ser consultado aqui.

In fresoft.pt

Conclusões seminário SIADAP


Significado

A Significado publicou as conclusões do Seminário Avaliação do SIADAP de 2ª Geração em Municípios organizado no passado dia 20 de Maio, em Lisboa, com a participação de Municípios de norte a sul do país.

Neste Seminário foi debatida a implementação, no terreno do SIADAP – Sistema Integrado de Avaliação do Desempenho da Administração Pública, sob cinco perspectivas: Executivos Municipais, Dirigentes, responsáveis de Recursos Humanos, Administração Central – DGAL e Consultores.

Continue reading Conclusões seminário SIADAP

Seminário Avaliação do SIADAP de 2ª Geração em Municípios


Significado

A Significado realiza no próximo dia 20 de Maio, 6ª feira, um Seminário no Hotel Novotel, em Lisboa, para avaliação da implementação do SIADAP de 2ª Geração em Municípios.

A Significado desenvolve, desde 2006, projectos no âmbito do SIADAP em Municípios de Norte a Sul do País, utilizando a Metodologia da Formação-Acção.

Com a reflexão acumulada, as “boas práticas” vivenciadas e após o primeiro ano de implementação do novo modelo do SIADAP, consideramos importante fazer a sua avaliação, contribuindo para a construção do conhecimento nesta área.

Após um ano de implementação nos Municípios do novo modelo do SIADAP de 2ª Geração, impõe-se avaliar os resultados obtidos, as dificuldades sentidas e os obstáculos existentes, bem como desenvolver ideias que tragam melhorias substanciais na sua aplicação.

Com estas finalidades, a Significado decidiu realizar, no próximo dia 20 de Maio, 6ª feira, um Seminário no Hotel Novotel, em Lisboa, para avaliação da implementação do SIADAP de 2ª Geração nos Municípios.

O Programa deste Seminário está disponível aqui (formato PDF).

Os destinatários do Seminário são:

  • Executivos Municipais
  • Serviços da Administração Central, ligados aos Municípios
  • Associações de Municípios e Comunidades Intermunicipais
  • Dirigentes da Administração Local
  • Trabalhadores da Administração Local
  • Consultores

A data limite para as inscrições é o dia 9 Maio.

As inscrições podem ser efectuadas online preenchendo o seguinte formulário.

Recursos humanos nas autarquias


Portal Autárquico

No Portal Autárquico estão publicados os Balanços Sociais de 2008 e 2009.

São documentos muito interessantes para perceber o perfil dos colaboradores das 308 autarquias do país. É interessante ver que:

  • A média de colaboradores por 1000 habitantes (Gráfico 6 na pag. 9 do relatório de 2009) é de 12, mas que há regiões que têm mais do dobro.
  • As carreiras de “Informática” tiverm um crescimento de 4,1% (de 2008 para 2009) (Quadro 1, pag. 10).
  • Mais de 50% dos colaboradores da carreira “Informática” tem o 12º ano, e 27% a licenciatura (Gráfico 16, pag. 20).
  • (…)

Para análise aqui neste link.

Esperemos para ver os dados de 2010.

Exemplos de Videoconferência


image

Ainda a propósito do desafio lançado para a utilização da videoconferência, queria aqui deixar dois exemplos nacionais onde tal já acontece.

  • Governo dos Açores“O conceito de Comunicações Unificadas é perfeito para os Açores. Continuamos a sentir que entre as nove ilhas há muito mar, mas as distâncias já não nos parecem tão grandes”.
  • Estradas de Portugal“O investimento no sistema de Comunicação Unificadas é recuperável em pouco tempo de utilização devido ao que se poupa não só em telecomunicações mas, sobretudo no caso da Estradas de Portugal, em deslocações”.

Em ambos os casos, há reduções de custos significativas.

A reter, e a replicar.

[tweetmeme only_single=”false”]

Roadshow SIADAP 123


O Roadshow SIADAP 123 é destinado à gestão autárquica, responsáveis dos departamentos de Recursos Humanos, Planeamento/Organização e Sistemas de Informação, e pretende apresentar de forma clara todo o ciclo de implementação do SIADAP de acordo com a Nova Legislação para a Administração Local.

Esta iniciativa vai ilustrar a interacção de cada dirigente e colaborador com o Sistema, no contexto da avaliação. Irá também demonstrar as soluções disponíveis para o Planeamento e para os Recursos Humanos poderem controlar todo o ciclo, garantindo o efectivo suporte à decisão ao longo de cada fase do ciclo de Avaliação.

  • Aveiro: 29 de Abril
  • Braga: 30 de Abril
  • Lisboa: 6 de Maio

Inscrições para eventos@microsoft.com

Consulte aqui os detalhes da agenda:
www.microsoft.com/portugal/business/eventos/siadap

SIADAP 1, 2 e 3


A publicação da Lei 66-B/2007, de 28 de Dezembro, que estabelece o sistema integrado de gestão e avaliação do desempenho na Administração Pública, vem alterar significativamente todo o Processo de Avaliações (SIADAP) e constitui um desafio, para os serviços, em termos da sua implementação.

A presente lei estabelece três sub-sistemas de avaliação. A Avaliação dos Serviços (SIADAP1), a avaliação dos dirigentes (SIADAP 2) e a avaliação dos trabalhadores (SIADAP 3). Continue reading SIADAP 1, 2 e 3