Cidadania 2.0: Cansei de Ser Sardinha


Cansei de Ser Sardinha: Campanha para sensibilização sobre os problemas com os transportes e que recorre à partilha de fotos por parte dos cidadãos

Cansei de Ser Sardinha - logo

Não ta fácil pra ninguém. Pedestres, ciclistas, motoristas, motociclistas, quem depende de transporte público, privado ou da solidariedade dos demais. A mobilidade urbana está em colapso no Brasil, e não é de hoje.

O transporte público sucateado, escasso e ineficiente castiga os trabalhadores diariamente na ida e na volta do trabalho, seja ele sobre trilhos ou sobre rodas. Cansou de ser tratado como sardinha dentro de uma lata? Pois é, nós também!

Por isso o Catraca Livre criou a campanha #canseidesersardinha. Para expor, retratar, registrar, evidenciar e escancarar essa patifaria toda, e de quebra, tentar envergonhar os responsáveis por ela.

 

Anúncios

Cidadania 2.0: Colab


Colab: Uma rede social para a cidadania que faz a ponta entre o cidadão e o poder público

Logo do Colab.re

Na Pernambuco TV:

Criado pela Quick, empresa de Gustavo Maia, Bruno Acaraty e Paulo Pandolfi, o Colab é uma rede social que tem como objetivo conectar pessoas com um interesse em comum: as cidades. A rede social permite que os cidadãos reportem diariamente os problemas das cidades, proponham novos projetos e soluções e ainda avaliem os serviços públicos.

A plataforma também tem um ranking de interatividade (gamification). A cada participação, o usuário recebe uma pontuação específica, que é somada a um número chamado “colab”.

Além da web, a nova rede social também tem aplicativos para iPhone (iOS) e Android. Atualmente o Colab está disponível para todas as cidades do país.

Aqui, podemos, juntos, construir melhores cidades, fiscalizando problemas, propondo soluções, avaliando entidades públicas e debatendo bastante com amigos e outros usuários com interesses em comum.

Andando pela rua, preste atenção em problemas rotineiros da cidade como: carros estacionados em local proibido, aquelas
calçadas irregulares que dificultam a vida do transeunte, ou mesmo um foco de dengue exposto a céu aberto.

Colab: Fiscalize, Proponha e Avalie

Colab: Fiscalize, Proponha e Avalie (Foto de Gisele Goes da techtudo)

Na techtudo:

A plataforma funciona em cima de três pilares: Fiscalize, Proponha e Avalie. A seção de Fiscalize é voltada para o dia a dia da cidade e os problemas encontrados nela. A publicação pode ser feita tanto pelo próprio navegador no Desktop ou pelo app em dispositivos móveis. O Proponha é um espaço para usuários sugerirem ideias ou projetos e promoverem discussões com os demais membros da rede. E, por fim, o Avalie é destinado para avaliação de serviços, instituições e entidades diretamente ligadas ao poder político.

Imagine projetos que poderiam mudar a dinâmica da sua cidade, estado ou até o país. Reflita, acesse o Colab e clique no botão “Proponha”. Escolha a categoria que melhor representa seu projeto. Coloque um título, descreva e utilize o botão de foto e/ou localização. Publique e faça uma grande discussão com seus amigos e os outros usuários. Divulgue seu projeto em outras redes sociais e encontre apoiadores.

Infografia resumindo o primeiro ano de vida do Colab

O primeiro ano de vida do Colab

 

Cidadania 2.0: WikiCrimes


WikiCrimes: Plataforma para pesquisa, visualização e registo de ocorrências criminais

Logo da WikiCrimes

WikiCrimes é um software que permite a pesquisa, visualização e registro de ocorrências criminais em um mapa digitalizado.

A filosofia que norteia WikiCrimes é a mesma da enciclopédia Wikipédia. Parte-se do princípio que a participação individual pode gerar uma sabedoria das massas. Ou seja, se todos participarem o mapeamento criminal passa a ser feito colaborativamente e todos terão o benefício de ter acesso às informações de crimes no mapa. Por isso nosso slogan é “Compartilhe informações sobre crimes. Saiba onde não é seguro!”.

Página inicial do WikiCrimes

WikiCrimes foi criado por uma equipe de pesquisa com expertises nas áreas de computação e segurança pública.

O WikiCrimes disponibiliza aplicativos para você se manter informado dos crimes pelo seu dispositivo móvel, sendo ele iPhone ou dispositivos que utilizem o sistema operacional Android.

Filtros possíveis na plataforma WikiCrimes

Cidadania 2.0: Radar Parlamentar


Radar Parlamentar: Aplicativo que ilustra as semelhanças entre partidos políticos com base nas votações que ocorrem na casa legislativa

Logótipo do Radar Parlamentar

O Radar Parlamentar é um aplicativo que ilustra as semelhanças entre partidos políticos com base na análise matemática dos dados de votações que ocorrem na casa legislativa. As semelhanças são apresentadas em um gráfico bidimensional, em que círculos representam partidos ou parlamentares, e a distância entre esses círculos representa o quão parecido os mesmos votam.

Radar Parlamentar - Um gráfico

 

No mesmo site encontra-se o projeto Gênero & Participação. Tem por objetivo fazer uma análise gráfica da participação de mulheres e homens na Câmara Federal. Isto é, pode-se observar as participações feminina e masculina na casa legislativa, seja do ponto de vista quantitativo, seja do ponto de vista qualitativo.

Radar Parlamentar - Um gráfico

 

O Radar Parlamentar é software livre. Os dados usados para a elaboração dos gráficos estão disponíveis para download no próprio site.

Código fonte disponível no GitHub

Licenciamento do projeto: Alguns Direitos Reservados: Affero GPL

Cidadania 2.0: Bicicletando


Bicicletando: Bicicletando tem uma série de iniciativas para transformar a bicicleta em “life style”.

Logo do Bicicletando

Bicicletando tem uma série de iniciativas para transformar a bicicleta em “life style”, quebrando os tabus sociais quanto à sua utilização como meio de transporte nas metrópoles:

  • nas redes sociais (Facebook, Instagram, YouTube)
  • guia
  • aplicativo mobile
  • TV
  • roupa.

Bicicletando - Funcionalidade da aplicação móvel

O aplicativo Bicicletando é uma rede social para ciclistas urbanos, desenvolvido para ajudar você a utilizar a bicicleta como meio de transporte nas cidades e para ajudar as cidades a se estruturarem ao ciclista também. Com ele, você tem uma série de ferramentas que tornam esse estilo de vida mais divertido e informações para usar a bike no seu dia a dia.

Bicicletando - Check-in na aplicação móvel

Bicicletando - Jogo na aplicação móvel

Cidadania 2.0: Onde Fui Roubado


Onde Fui Roubado: Plataforma para reportar e encontrar roubos cometidos em cidades brasileiras

Logo do Onde Fui Roubado

O Onde Fui Roubado é um site que tem o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem mais e melhor a realidade da cidade e do país em que vive. Ajudar a mapear o perfil dos crimes que acontecem em sua cidade é uma ação que pode trazer uma série de benefícios, inclusive chamar atenção das autoridades responsáveis pela segurança em sua cidade a usar as informações aqui registradas em seu trabalho de combate e prevenção.

O vídeo explica o projeto e identifica as vantagens de reportar crimes através da plataforma.

 

OndeFuiRoubado - Cidade

OndeFuiRoubado - Ficha de crime

 

OndeFuiRoubado - Formulário

 

OndeFuiRoubado - Heatmap

 

OndeFuiRoubado - Estatísticas

 

OndeFuiRoubado-widget

Cidadania 2.0: Chega de Fiu Fiu


Chega de Fiu Fiu: Ferramenta colaborativa para mapear violência contra mulheres no Brasil

Logo do Chega de Fiu Fiu

Quais são os locais mais perigosos para as mulheres? Que tipo de violência elas sofrem em cada cidade? Existem poucos dados que ajudem a responder essa pergunta, mas a campanha Chega de Fiu Fiu, que luta contra o assédio sexual em locais públicos, quer tentar agora desvendá-los.

Para isso, está lançando o Mapa Chega de Fiu Fiu, uma ferramenta colaborativa para mapear os pontos mais críticos de violência contra mulheres no Brasil. Cada uma pode registrar o caso e o local da violência que recebeu. Com isso, as próprias vítimas ou testemunhas das agressões vão, unidas, nos ajudar a levantar esses dados.

Uma denúncia no Mapa Chega de Fiu Fiu

O mapa conta com as seguintes categorias:

  • assédio verbal
  • assédio físico
  • ameaça
  • intimidação (stalking)
  • atentado ao pudor (masturbação em público)
  • estupro
  • violência doméstica
  • exploração sexual.

Acreditamos que para se discutir violência de gênero devemos contemplar também as interseccionalidades. Por isso, acrescentamos racismo, homofobia e transfobia como categorias.

Formulário para partilhar história no Chega de Fiu Fiu

 

Mais informação sobre o projeto está disponível aqui e aqui.

Os dados recolhidos estão disponíveis para download.

Cidadania 2.0: Serviço de Informações ao Cidadão de Altinópolis


Serviço de Informações ao Cidadão de Altinópolis: Canal oficial de acesso à informação municipal de Altinópolis e de consulta de dados públicos municipais

acesso-altinopolis

Criado em 22 de maio de 2013, o Serviço de Informações ao Cidadão de Altinópolis (SIC Altinópolis), surge como ferramenta de fomento ao acesso à informação.

Missão
O Serviço de Informações ao Cidadão da Prefeitura Municipal de Altinópolis surge como uma inovação democrática permitindo que cada vez mais o cidadão participe da Administração Pública Municipal.

Descrição
O Serviço de Informações ao Cidadão da Prefeitura Municipal de Altinópolis é o canal oficial de Informação ao Cidadão. A democracia pede a participação popular nas decisões do Governo e neste sentido entra a Lei de Acesso à Informação, buscando uma nova cultura, com uma estrutura simples e adequada ao orçamento do Município, o SIC preza pelo atendimento mais uma humano e menos tecnológico.

É uma realidade em um município de pouco mais de 15 mil habitantes e conta com atendimento em espaços físico e virtual, com computador para uso do cidadão e demais benefícios, tais como a oferta do selo de estacionamento de idosos e deficientes, leis para consulta no balcão, mapas de localização do município e da Prefeitura, numeração das salas da Prefeitura, Portal da Transparência e de Acesso à Informação, através do e-SIC, estudos de novas políticas de informação pública, gestão colaborativa, e outros recursos que facilitam a vida do altinopolense, dando real sentido a palavra Cidadão.

Portal da Transparência de Altinópolis

 

Acesso à informação de Altinópolis

 

Compras por tipo de licitação - Acesso à Informação

 

Documentos associados a compras por concorrência pública

 

Vamos construir uma cidade melhor? O SIC é isso: é o cidadão participando e cobrando melhorias!

Cidadania 2.0: Mobilize Brasil


Mobilize Brasil: Portal brasileiro de conteúdo exclusivo sobre mobilidade urbana sustentável

Logo do Mobilize Brasil

O Mobilize Brasil visa contribuir com a melhoria da mobilidade urbana e da qualidade de vida nas cidades brasileiras. Isso significa que desejamos que nossas cidades sejam mais humanas e democráticas, com transporte público de qualidade, mais estrutura cicloviária e calçadas acessíveis, gerando menos acidentes e um ar mais limpo. Para buscar este objetivo geral, foram definidos 4 objetivos específicos:

  • prover conhecimento e conteúdo relevante, abrangente e de diversas formas sobre mobilidade urbana sustentável
  • fomentar o debate público sobre a temática
  • disseminar uma cultura cidadã participativa em prol da melhoria da qualidade de vida nas cidades
  • pressionar governos para implantarem políticas públicas efetivas de mobilidade urbana sustentável.

O portal tem várias secções dando resposta a estes vários objetivos.

Uma das secções corresponde à campanha Calçadas do Brasil criada para estimular a melhoria das condições de mobilidade para pedestres nas cidades do país. O objetivo é chamar a atenção da opinião pública para o problema da má qualidade, falta de manutenção, ou ausência das calçadas no país, e estimular as pessoas a denunciar os problemas em suas cidades e pressionar as autoridades.

Calçadas do Brasil no Mobilize

Avaliação de uma calçada

 

No Mobilize Brasil é também possível acompanhar a mobilidade através de uma série de indicadores recolhidos junto das Prefeituras.

Comparação de cidades brasileiras

Indicadores por cidade

 

Cidadania 2.0: Voto x Veto


Voto x Veto: Aplicação móvel com testes cegos às propostas dos candidatos a presidência.

Agora os eleitores poderão contar com uma ferramenta muito simples e poderosa na escolha do seu candidato à presidência.

Basta avaliar com seu Voto ou Veto propostas retiradas diretamente dos planos de governo em um teste cego e descubra de um modo imparcial qual candidato mais se assemelha ao perfil que você busca em um presidente da República

O aplicativo é ótimo também para os candidatos! É uma chance de interagir mais com a população, baratear o custo de suas campanhas e terem uma maior visibilidade, independente do valor arrecadado para o financiamento de suas campanhas ou tempo de TV.

No Voto x Veto todos os candidatos tem a mesma oportunidade de conseguir conquistar o seu voto!

A aplicação está disponível para Android, planeando-se para breve a versão para IOS.

 

Voto x Veto

Cidadania 2.0: Escola Que Queremos


Escola Que Queremos: Aplicação que permite definir o nosso próprio padrão de qualidade escolar, comparando-o com os dados reais (abertos) das escolas públicas no Brasil.

Escola Que Queremos

Como se mede a qualidade de uma escola? Hoje, o principal indicador levado em conta no debate educacional para se falar de qualidade é o Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação. Mas, apesar de ser uma referência importante, o Ideb ainda é insuficiente: diz apenas sobre o desempenho dos alunos em Português e Matemática e o rendimento escolar (taxa de aprovação), sem trazer dados de contexto que permitam entender por que o aprendizado aconteceu como previsto, ou não.

E se fossem consideradas outras dimensões nessa avaliação, tais como infraestrutura, valorização dos professores, insumos e gestão democrática? Como seriam os resultados desse novo índice de qualidade?

Escola Que Queremos

 

Nesta versão piloto, o Escola Que Queremos traz dados das bases do Censo Escolar e da Prova Brasil, referentes a 2011, para escolas do primeiro ciclo de ensino fundamental. E apresenta 20 indicadores em cinco dimensões diferentes para que cada um possa compor seu próprio índice de qualidade, comparando-o com a média do município. No momento, estão disponíveis para pesquisas escolas da rede pública de ensino.

De posse das informações sobre sua escola, o usuário terá caminhos para entrar em ação, encaminhar denúncias e exigir a resolução de problemas com as autoridades responsáveis. Afinal, educação é um direito humano para todos e todas, e isso significa que só a existência de vagas não basta para garanti-lo: é preciso lutar para que seja, também, de qualidade.

Este projeto nasceu na 1ª edição do Hackathon Dados da Educação Básica, organizado pelo INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira em 2013.

Notícia sobre este projeto

Cidadania 2.0: QEdu


QEdu: Uma plataforma para conhecer melhor a educação no Brasil, centralizando dados públicos organizados de forma intuitiva e confiável.

Logo do QEdu

A Meritt e a Fundação Lemann se uniram para que todos tenham a oportunidade de conhecer melhor a educação no Brasil. O QEdu é materialização dessa intenção, centralizando dados públicos organizados de forma intuitiva e confiável.

Página inicial do QEdu

 

No QEdu é possível:

  • analisar o aprendizado dos alunos e planejar intervenções
  • conhecer o perfil de alunos, professores e diretores
  • encontrar dados do Censo Escolar num único lugar

 

Os usuários cadastrados podem:

  • Acompanhamento de novidades
  • Download da planilha de dados
  • Impressão de qualquer página
  • Boletins com artigos e atualizações
  • Enviar e votar em novas ideias
  • Ordenação e filtros no Explore

 

TOME NOTA

Este projeto vai ser apresentado no evento Cidadania 2.0 (Porto, 26 e 27 setembro 2014). Veja o programa e inscreva-se!